Eu Estive Aqui - Gayle Forman

Oi vocês,

No mês de julho o EC&M, o Resenha e Outras Coisas e o O Outro Lado Raposa, participaram do Férias Literárias. Gostamos tanto do projeto que resolvemos levar ele a frente. Modificamos o nome para Vida Literária e uma vez por mês lemos o mesmo livro e depois de uma discussão traremos a resenha. Como cada blogueira tem o seu próprio modo de resenhar, não conseguimos entrar em um consenso de como padronizar isso, logo ficou acordado que: cada uma resenharia da sua forma e traria uma aspa das demais participantes. Então hoje eu trago minha resenha para o Eu Estive Aqui.


Título Original: I was here
Autora: Gayle Forman
Páginas: 240
Editora: Arqueiro
Sinopse: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?
A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.
Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.
Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.



Eu Estive Aqui é o oitavo livro da jornalista e escritora Gayle Forman, autora dos best-sellers “Se eu ficar” e “Para onde ela foi”. A obra surgiu com base de uma pesquisa para um artigo sobre suicídio e nele conhecemos Meg e Cody. 
As duas eram inseparáveis e desde pequenas já planejavam deixar a cidade onde moravam para cursar faculdade em Seattle. Mas isso muda quando Meg consegue uma vaga integral em uma grande faculdade e Cody sem a mesma sorte acaba ficando na cidade fazendo faxinas para ajudar nas despesas de casa.

"Sinto informar que precisei dar fim a minha própria vida. Estou adiando esta decisão há muito tempo, e ela é minha e de mais ninguém. Sei que isso lhe causará sofrimento, e lamento que seja assim, mas saiba que eu precisava acabar com a minha dor. Não tem nada a ver com você, mas tudo a ver comigo. Não é culpa sua."
Meg

Tudo estava bem até o dia em que Meg envia um e-mail para os pais e a melhor amiga informando que havia se suicidado. Tudo foi premeditado, a forma como aconteceria, o lugar e de quem ela se despediria. Meg se sente traída por não saber o que levou a melhor amiga a se matar, afinal, ela era muito feliz. Ou não?

"Eu conhecia a Meg desde o jardim de infância; Éramos melhores amigas, quase irmãs. Por quanto tempo ela adiou a decisão sem me contar? E o mais importante: por que ela não me contou?"
À pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma para reunir seus pertences e acaba descobrindo muitas coisas que não conhecia da amiga. Ao mexer no notebook dela, Cody descobre um arquivo criptografado e acredita que ali possa estar às respostas pela morte da amiga.
Narrado em primeira pessoa por Cody, Eu Estive Aqui traz um assunto polêmico e muito bem trabalhado pela a autora. Esse é o segundo livro que leio que traz a visão de quem ficou aqui. E esse é um tema delicado e muito angustiante. 

"É assim que funciona com as mentiras? A primeira é difícil, a segunda é mais fácil, até que saem da sua boca com mais facilidade do que as verdades."

Cody se culpa por não ter ajudado a amiga, por não ter percebido que ela estava passando por algum problema e principalmente por não ter feito nada por ela. Quando conhece o musico Ben McCallister, ela acredita que a culpa de tudo é dele. Afinal, ele usou a melhor amiga e descartou como uma qualquer. Acontece que quando ele mostra a versão dele, ela percebe que na verdade ele não teve culpa de nada e isso a deixa confusa, o mesmo acontece com os sentimentos que ele desperta nela.
Há um inicio de romance no livro, mas ele fica em segundo plano durante quase todo o enredo, a autora se preocupou em falar mais sobre a doença da personagem – que mesmo estando morta, era central – e a forma como a decisão dela afetou a vida de todos em sua volta.



Esse foi o meu primeiro contato em relação à escrita da Gayle Forman e confesso que fiquei extremamente impressionada com sua escrita. É um livro com um tema denso – suicídio, solidão, mudanças, depressão, primeira vez – mas que a autora conseguiu colocar todos os elementos, sentimentos e pesquisas de uma forma, não diria leve, mas sensível que não nos deixa triste com os acontecimentos, mas angustiado. Em toda leitura eu me perguntava qual o motivo faria alguém tirar a própria vida. 
A diagramação do livro está impecável, sem nenhum erro que tenha percebido, a capa segue em um “padrão Gayle” recebi em um presskit lindo da editora Arqueiro, em uma caixa temática, imãs e botons.



No final da obra há uma “Nota da autora” onde ela conta a inspiração da história e foi o que mais me impressionou. Como eu citei, a ideia do enredo veio de uma pesquisa jornalística da autora, Meg foi inspirada na jovem Suzy Gonzales que era uma jovem de 19 anos que acabou se suicidando após encontrar “apoio” em um grupo especializado na internet. Gayle ainda se preocupa em colocar dados oficiais sobre os índices de suicídio no mundo e constata que o Brasil é o oitavo país com o maior índice (segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde).



Assim como a própria autora cita em sua nota e durante o enredo, todos nós já passamos por um momento ruim, todos nós já passamos por algum momento de tristeza ou vergonha, raiva ou até mesmo dor que nos fez imaginar como seria se nós não estivéssemos mais aqui. Quem nunca pensou “ai, eu queria morrer agora”? Acontece que esses pensamentos mesmo sendo “naturais” precisam de um controle. Caso, você se sinta dessa forma em algum momento, tente conversar com alguém, amigos, pais, professores, colegas, qualquer pessoa. Isso é algo sério e muito importante. 
Acho que deu para perceber o quão tocante e incrível essa obra é, certo? Aconselho a leitura, pois mesmo sendo um tema denso a autora soube trabalha-lo de uma forma suave e ágil.

"A vida pode ser difícil, bonita e caótica, mas, com um pouco de sorte, a sua será longa. Se for, você verá que é também imprevisível e que há momentos de escuridão. Mas eles passam, às vezes graças a muito apoio externo, o túnel se alarga, permitindo que os raios de sol entrem."
Gayle Forman.

"Eu não sei como eu ainda não tinha lido nada da Gayle. A escrita dela flui com uma delicadeza única,  ela é uma das poucas que consegue fazer com que um tema tão pesado se torne tão plausível quando se lê. O leitor pode facilmente se identificar com Cody ou Ben, ou até mesmo Sue. Com esses personagens, a autora demonstrou que é possível falar de um assunto delicado sem parecer loucura e, o mais importante, o livro mostra os resultados de um suicídio, pra quem fica, claro. Leitura mais que recomendada." - Kamila, Resenha e Outras Coisas

"Eu Estive aqui me surpreendeu muito. Quando li a sinopse, não esperava que o livro traria tantas questões importantes e que muitas vezes são deixadas de lado. É um livro muito sensível, que mexe bastante com nossos sentimentos." - Raíssa, O Outro Lado da Raposa

Esse post pertence ao:








Beijinhos, 

51 comentários

  1. Ana, eu li esse livro há dois dias! *u*
    Concordo com você, o modo que a autora escreveu passa uma angústia, e nos leva a pensar na causa do ato de Meg. É um tema pesado, mas a Gayle conseguiu trabalhar nele de um modo maravilhoso.
    Resenha linda, definiu meus sentimentos quanto a esse livro incrível <3
    Beijos!

    www.imperfeitaas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. ~ estou na dúvida se fiz uso correto do "há", mil perdões se errei x.x ~

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Tenho muita vontade de ler os outros livros desse autor. Esse eu não conhecia e fiquei bem curiosa...
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Este livro já está na minha estante, na fila de espera das próximas leituras!
    Tenho bastante expectativas de que ele seja realmente muito bom!
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  5. Ah eu acabei de ler a resenha no blog da Raíssa e adorei a sua também!
    Esse livro deve ser ótimo!
    Beijo

    Dicas para Todas

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bom?
    Ai eu sou a única pessoa que não gostou desse livro? Ai não sei, a autora poderia ter dado um enfoque diferente kkk

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. hm, achei interessante esse tema que aborda até suicidio hein!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  8. Eu não estou interessada no livro devido ao seu tema pesado, pois já li livros mais leves da autora e nem todos foram tão positivos.

    Blog: Dei um Jeito || Participe do Sorteio

    ResponderExcluir
  9. Esse livro mexeu muito comigo. Fiquei até meio sensível depois que acabou. Acho que o enfoque foi perfeito. Gostei muito de como ela tratou o tema.

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  10. Me interessei pelo livro! Gosto de livros assim e acho q seria algo mt interessante. E é o que a autora escreveu no final, todos passamos por momentos ruins mas eles passam! Achei interessante esse livro viu

    Blog Meia Noite BR

    ResponderExcluir
  11. Confesso que o livro não me atraiu muito, li outras resenhas e é um tema diferente, mas não me agradou, mas para quem gosta é uma boa leitura.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  12. Acabei de ler um livro que também trata do suicídio, e acho um tema bem complicado mesmo, acho que quando alguém decide acabar com a própria vida acaba afetando todos ao seu redor.
    Talvez mais para frente eu leia esse livro

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Vocês 3 gostaram do livro né? Que legal.
    Já pra mim... foi uma leitura que só causou decepção :/
    Não foi uma experiência legal !

    Beijos
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Parece um livro pesado e tenso. Eu prefiro algo mais leve. Suicídio não é um tema que eu gosto.

    Mandei o e-mail pra você se faltar alguma coisa me avisa. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ana. Tudo bem! Já tinha resenhado esse livro e tive praticamente as mesmas sensações que você teve ao lê-lo. Esse livro foi a minha primeira experiência com a escrita da Gayle Forman. Apesar de ser um livro um pouco denso, mas tratado de uma forma leve, esse livro é uma forma de nos mostrar o quanto de problemas há no mundo.

    Http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, Ana! Tudo bem? Eu já tinha me desanimado para ler esse livro, mas as resenhas de vocês do "Vida Literária" estão fazendo com que a minha vontade de ler o livro aumente. O livro parece ser bem escrito e construído, do jeito que eu gosto! Acho que vou dar uma chance a ele! :) Adorei a resenha!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/08/resenha-premiada-johnny-bleas-um-novo.html <- Tá rolando promoção do livro "Johnny Bleas - Um Novo Mundo" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
  17. Nossa, não tinha interesse em ler nenhum livro da autora mas gostei pra caramba do tema desse livro. A resenha ficou muito boa, quero ler esse livro o quanto antes.

    http://criativosounao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu tive contato apenas com uma obra de Gayle e confesso que não curti muito. Achei que faltou tempero de uma forma geral. A escrita dela é bem fluida mesmo, mas não me convenceu. Eu estive aqui é um que tenho curiosidade em ler, dar outra chance à autora. Tomara que eu goste mais! A opinião de vocês três foi unânime, então há boas chances! :D

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  19. Olá, Ani.
    Aaai, esse livro é PURO AMOR. A verdade é que quando eu escrevi a resenha lembro de você ter comentado que estava com ele em casa, que iria ler e blabla, então fico feliz que após a leitura você tenha gostado tanto quanto eu e favoritado que nem eu *O*. Rapaz, eu nem tenho palavras pra descrever como esse livro é arrebatador e incrivelmente bem escrito. Só digo uma coisa: LEIA APENAS UM DIA DA GAYLE!
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Quanto mais resenhas eu leio sobre esse livro, com mais vontade fico de lê-lo. Sua resenha está maravilhosa, me deixou ainda mais curiosa.

    Beijos
    Dani Cruz
    blog-emcomum.blogspot.com.br
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir
  21. Oi, Ani! Tudo bem? Eu gosto dos livros da Gayle e acho que é por isso que eu gostaria de ler esse livro. Na verdade a sua resenha é a segunda que leio (eu acho) e a primeira positiva. Fiquei com um pé atrás até o momento, mas acho que independente se gostar ou não o livro vai cumprir o papel de me trazer uma nova perspectiva sobre o assunto.

    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  22. Olá!

    Digo e repito: Gayle ganhou mais uma fã! A escrita dela é delicada e a forma como ela abordou a depressão e o suicídio foi bem sutil. Ela explica e simultaneamente ilumina àqueles que pensam em algo do gênero. Eu Estive Aqui é para ser lido por todos. É um instrumento de ajuda.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. O tem suicídio é muito forte! Gera ótimas leituras! Parece um bom livro
    Beijos!

    Sociedade do Esmalte

    ResponderExcluir
  24. Já fiquei com vontade de ler.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  25. Oi Ana, tudo bem?
    Realmente esse livro trata de um assunto muito delicado e verdadeiro que pode acontecer com qualquer um que não encontre a ajuda necessário. Essa leitura foi bem marcante para mim, nem me imagino passando por algo parecido. Concordo que mesmo abordando um tema pesado, Gayle deu sensibilidade ao seu texto. Adorei a resenha.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  26. Acho que esse é o único livro da Gayle que saiu por aqui que eu ainda não li... mas estou ansiosa para conhecer a história. Acho que vai mesmo me deixar angustiada, e quero conferir a forma sensível com que a Gayle abordou temas tão delicados. Saber que houve uma inspiração real faz tudo doer em mim desde já.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  27. Olha eu comprei esse livro na pré venda, principalmente por se tratar de uma de minhas autoras favoritas, mas esse livro eu ainda não fiz a leitura, porque eu imaginei mesmo que o tema seria um daqueles que mexeria comigo. Estou deixando para ler na hora e no momento certo, pois eu ando bastante sensivel e procuro apenas leituras mais leves sabe? Mas quero muito fazer a leitura assim que puder, porque me parece ter uma ótima trama. Me parece interessante. Espero gostar bastante como os livros anteriores dela. Enfim...

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/parceria-editora-draco.html

    ResponderExcluir
  28. Eu li algumas resenhas dos livros da Gayle e não me interessei a nível de até o presente momento nem ter parado para ler sequer uma resenha sobre "Eu estive aqui", não sabia que o livro era sobre um tema que me interessa... Acontece que a vida para algumas pessoas pesa, pesa muito e doí e incomoda como uma coceira em um lugar onde não podemos coçar como Freud denunciou há mais de 100 anos há um "Mal estar na Cultura", ignorar isso não ajuda, viver em uma sociedade que valoriza tanto a felicidade e a adequação e ser bem sucedido, magro, falando blá blá blá é complicado... e eu sempre penso nesse tipo de complicação quando me deparo com o tema suicídio.

    Aliás, o tema suicídio é meio tabu, mas acontece, não passa nos jornais, mas ocorre. Na universidade onde fiz meu mestrado em uma tarde de sol vi uma moça estirada no chão dando seus últimos suspiros, ela pulou do prédio... foi uma cena terrível, dolorosa... que nunca sai da minha mente na qual sempre me pego pensando.

    Esse é um livro que preciso ler, está na minha lista, sua resenha foi esclarecedora!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  29. Oie! Esse livro está na minha longa fila de leitura. rs Adorei a sua resenha, só intensificou minha vontade de lê-lo.


    Beijos,
    Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

    ResponderExcluir
  30. Depois que eu li se eu ficar, fiquei com trauma da autora sabe, e acabei tirando todos os livros dela da minha meta rsrsrss

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café

    ResponderExcluir
  31. Oi Ana!!
    Confesso que meu primeiro contato com a Gayle não foi muito bom.Não gostei dos dois livros que foram publicados por aqui até agora.Mas eu gostei da temática do Eu Estive Aqui.Essa temática de suicídio merece ser levantada sim pra nos alertar sobre isso.Importante também a autora colocar no final do livro esses dados sobre suicídio pra vermos o quanto essa situação é preocupante.
    Já andei folheando nas livrarias e a diagramação tá linda mesmo!!Adorei as frases!!
    Beijos!!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Oi Ani!
    Meu primeiro contato com a escrita da autora foi com "Se eu ficar" e eu não gostei.
    Criei um traumazinho e decidi que não quero mais ler nenhum livro dela.
    Q bom que para vocês a coisa foi boa.

    Bjão,
    - Diego, Blog Vida e Letras
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Oi Ani, tudo bem??
    Menina eu acho esse projeto de vocês uma maravilha sabe, adoro clube do livro... se eu pudesse participaria de algum, porque você pode conhecer outras pessoas, pode conhecer novas histórias e ter interatividade... sabe que eu estava com esse livro na minha lista de desejados e não me lembrava mais do enredo e tirei... lendo sua resenha eu me lembrei do que se trata a historia e do porque eu tinha me interessado muito por ela... vou recolocar é claro na minha listinha e quero dizer que sua resenha ficou maravilhosa... como poucas que eu tive a oportunidade de ler, parabéns!!!
    Xero!!!
    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Oi, Ana! Tudo bem com você?
    Só leio ótimas resenhas, falando maravilhas sobre o livro "Eu Estive Aqui" Ele já esta na minha lista de livro desejados.
    Beijokas!!
    http://viciadasemlivros911.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  35. Depois da experiencia de leitura de “Se eu ficar” e (principalmente) “Para onde ela foi”, não sei se encararia ler outro livro da Gayle tão cedo novamente, apesar de quase todas resenhas desse livro serem positivas, como a de você(s), que a proposito, ficou bem descritiva. Parabéns.

    Blog: Cantina do Livro

    ResponderExcluir
  36. Eu sou apaixonada por problemas adolescentes. Amo qualquer livro sobre, bullying, anorexia, bulimia, transtornos mentais... tudo.
    mas eu não tenho o menor interesse nesse livro, e eu amo a temática do suicídio.
    Saber os "porquês".
    Enfim, me sinto uma vergonha pros leitores dizendo isso mas, vou esperar o filme!

    ResponderExcluir
  37. Ola Ani lindona eu gosto muito da escrita da autora,tenho meu pé atrás com as continuações da autora, estou muito curiosa com a leitura desse livro pelo tema abordado, e com toda emoção que a autora nos presenteia, será bem interessante, é engraçado que muitas vezes pensamos que conhecemos a fundo as pessoas, mas na verdade ninguém conhece ninguém. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  38. Oi Ani, tudo bem?
    Meu primeiro contato com a autora foi Se eu ficar, que eu não gostei muito, mas li diversas resenhas positivas desse livro dela e fiquei interessada.
    É um livro muito denso mesmo, eu já perdi um parente por causa do suicídio e acredito que é um assunto que deve ser abordado, a conscientização é importante. Se eu for ler esse livro acredito que vou me emocionar muito.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  39. Olá!
    eu não li nada da escritora, mas tenho muito curiosidade em conhecer.
    Livros com temas suicidas é bem intenso e nos faz ficar preso aos personagens e tentar desvendar a mente humana.
    Adorei a sua resenha e pretendo ler em breve.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  40. eu já conhecia a autora mas não essa obra dela, gostei da forma como tudo acontece e a superação da amiga ao lidar com a morte de sua melhor amiga.

    ResponderExcluir
  41. Ando curtindo bastante o trabalho da editora Arqueiro. Não ocnhecia o livro.

    vidaemserie.com

    ResponderExcluir
  42. Só li o Se eu ficar, e desanimei de ler os outros, falavam tanto dele que não correspondeu as minhas expectativas, quem sabe assim que desafogar minha fila de leitura eu dê uma nova chance a eles!!
    Parabéns a resenha ficou muito bem escrita!

    ResponderExcluir
  43. Li o primeiro da série e abandonei o resto dela, não se se animaria de ler agora, pois o começo do segundo parece a mesma lenga do primeiro.... Mas, fiquei curiosa por você ter dado 5 estrelas e ainda favoritado o livro, um dia ainda darei chance a série novamente

    ResponderExcluir
  44. Gayle é sensacional..
    Ainda não li esse livro, mas quero ler..

    ResponderExcluir
  45. Olá!
    Não sabe como eu me arrependo de não ter pedido esse livro para resenha.
    Ainda não li nada da autora mas acho que vou começar por esse tm.
    Um tema muito forte com certeza vou emaocionar
    Adorei sua resenha

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  46. Olá Ani,
    não sabia que este abordaria um assunto tão polemico e pesado como centro para a historia, falar sobre depressão, suicídio e assuntos que estejam relacionados é complicado e a Gayle conseguiu. Mas sabe o que me deixou boquiaberta aqui; foi saber que a historia veio através de outra historia verídica, que realmente aconteceu. Acho que este motivo o que nos deixa mais atenciosos e curiosos com a obra, assim como estou agora. Espero poder em breve ler.
    Parabéns pela resenha e adorei a opinião das outras meninas.

    Beijos Ana Zuky

    ResponderExcluir
  47. Olá!
    Ainda não tive oportunidade de ler nada da Gayle, tenho o livro "Se eu ficar" mas não me animo em ler, que bom que gostou do livro e espero conhecer a escrita da autora em breve!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  48. Oie, Ani!
    Nunca li Gayle porque prefiro livros de fantasia, sabe? Mas sei que um dia sairei da minha zona de conforto. Então eu não descarto a hipótese de lê-la, e tenho muito interesse em Se Eu Ficar e Eu Estive Aqui justamente por causa da repercussão dos livros - mesmo que muita gente não goste por serem modinhas, deve haver um motivo para tantas pessoas amarem a autora, né? Ler sua resenha só confirmou esse meu ponto de vista. Então posso não ler hoje, amanhã ou mês que vem - mas lerei. E a opinião que li aqui no blog me ajudou a chegar nessa conclusão.

    Com carinho,
    Celly || Me Livrando

    ResponderExcluir
  49. Olá, tudo bem?

    Gayle Forman é uma das minhas autoras favoritas, li Se eu Ficar e amei muito, ela me ganhou com aquele livro, porém estou empacado na leitura de Apenas um Dia, parece que foi escrito por pessoas distintas. Eu Estive Aqui, é uma leitura que pretendo realizar, mas não tenho tanta pressa, apesar de só ler resenhas com comentários bastante animadores, como a sua e eu gostar bastante do tema, mas não estou tãaaaao curioso. Eu não gostei da capa que a editora Arqueiro preparou, mas tudo bem, né?

    Beijos, adorei a resenha!
    http://marcasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  50. Adoro essa experiência de ler em conjunto, faço isso sempre que posso com a Dreh. rsrsrs
    Li Se Eu Ficar e não curti, então fico enrolando o máximo que posso pra ler outros dela (tenho Apenas um dia e Apenas um ano aqui me esperando). Mas esse tema me atrai, gosto de assuntos profundos que nos fazem pensar. Não sabia da pesquisa da autora, o que me deixou ainda mais empolgada. E curti a capa padrão Gayle. rs
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  51. Oie, tudo bom?
    Quero muito ler esse livro porque já li outros livros com o tema sobre o suicídio e foram narrativas que me marcaram muito. Eu só tenho receio de ler esse livro porque um dos livros da autora me irritou muito por causa da escrita dela. Apesar disso, Eu Estive Aqui já está na minha lista de desejados há muito tempo.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Oi você, que bom que chegou até aqui, não esqueça de deixar um comentário.

- Criticas, duvidas, sugestões são sempre bem vindas!

Obrigada pela visita e volte sempre ;*

Contato: contato@entrechocolatesemusicas.com