[Comportamento] Jornal Impresso x Online

Oi vocês,

  Como já falei umas 500 vezes, eu estudo jornalismo, estou no 4º semestre e minha vida está ficando uma loucura pela quantidade de trabalhos práticos que tenho que fazer. Eu prefiro mil vezes trabalhos práticos do que prova, porque eu só aprendo praticando, a teoria acabo esquecendo facilmente. Então, por mais que reclame minha vida está uma loucura, eu estou amando.
   Enfim, tenho uma matéria chamada Planejamento e Produção de Jornal, e a professora solicitou um trabalho sobre Jornal Impresso e Jornal Online, hoje eu trago o resultado do nosso trabalho. O texto é meu com a Kamila Moreira do Resenha e Outras Coisas, as entrevistas da Raíssa Martins do O Outro Lado da Raposa e Lidiani Giovanelli. A apresentação do trabalho foi um "programa de rádio" (que estamos aprendendo ainda) e a entrega dessa matéria em formato impresso. 

Jornal Impresso x Jornal Online




 Jornal impresso surgiu no Brasil em 1808 com a vinda da família real portuguesa. O primeiro jornal era a “Gazeta do Rio de Janeiro” e circulou pela primeira vez em 10 de setembro de 1808. Naquela época, os jornais publicavam notícias sobre o príncipe da Europa, festejos natalinos e tudo sobre a corte, sempre enriquecidos com ilustrações e caricaturas. Suas tiragens eram de apenas 200 a 500 exemplares, hoje a Folha de São Paulo tem uma tiragem diária de mais de 295 mil exemplares.
          Entre 1890 e 1900 os jornais da época publicavam textos literários de Machado de Assis, Arthur Azevedo entre outros autores, além de palpites de jogos do bicho, marchas de carnaval. Em 1901, houve uma modificação nos jornais e as pautas de cotidiano passaram a ganhar destaque, as tragédias do dia a dia disputavam o interesse da grande massa, nascendo assim o jornalismo sensacionalista. Em 1920, o jornalismo policial ganhava destaque nos jornais, segundo Nélson Rodrigues, os jornais dessa época gostavam de sangue e futebol.
         A partir de 1930 a imprensa passou a acompanhar todos os movimentos políticos do país, e nessa época sofreu durante o Estado Novo quando o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) foi criado. Todos os jornais sofriam com a censura imposta pelo governo, os profissionais eram vigiados pela polícia e os jornais eram obrigados a publicar conteúdos estatais. Finalmente em 1988 o direito de liberdade de imprensa foi consolidado.
Com a chegada da tecnologia, os jornais impressos começaram a migrar para a internet, e o jornalismo online passou a ganhar a credibilidade dos leitores por causa do imediatismo presente nas notícias, o que não é possível nos jornais impressos. O fácil acesso e interatividade com a notícia é o que atrai muitos leitores.
         
As principais características do jornal online são, além da interatividade já citada, o hipertexto, que é a possibilidade de fazer ligações de vários registros em um único texto, a hipermídia, ou seja, o uso de imagens, sons e vídeos, a instantaneidade e a personalização do conteúdo. O leitor escolhe quais editorias quer ver.
De acordo com o levantamento feito pelo Governo Federal no início de 2014, o índice de confiabilidade da informação é maior na publicação impressa. De acordo com a pesquisa, 53% dos entrevistados confiam mais nas notícias vinculadas em jornais impressos e somente 28% confiam nos sites de notícias.
         Segundo a estudante Tifany Passos a internet é melhor pela agilidade. Ela diz que estar conectada e ter acesso a tudo de uma vez só é muito melhor. Tem o pensamento semelhante a também estudante Luana Regina: “Dessa forma fico informada sobre tudo o que acontece no mundo e ainda tenho minhas redes sociais abertas, é muito mais fácil”.
         Porém, ainda têm os adeptos do jornal impresso, como o publicitário Marcelo Costa: “gosto de folhear, de manipular os cadernos na hora que quero, é mais fácil o impresso. Nas reportagens
online há muitos erros de gramática, de revisão, se bem que no impresso também há erros de revisão”. Já a publicitária Carolina Hugenneyer prefere o impresso porque, para ela, o jornal impresso tem mais credibilidade, visto que o jornalista precisa checar a informação antes de publicar e na internet, as notícias têm que ir pro ar rápido.
         Quem também prefere o impresso, mas com a consciência de que a internet já é um fato em nossas vidas é a assessora de imprensa Lígia Sanches, que traz essa reflexão: “A internet é realidade, com cada vez mais adeptos. A informação chega rápido, os comentários também – embora muitas vezes sejam comentários superficiais, até por conta do hábito de gerações inteiras confiarem em demasiado no que está escrito ali no site ou no blog, ou outras redes sociais (sem checar a veracidade do fato). O velho jornal, que até o advento da internet cumpria o papel (como o rádio principalmente) de informar e provocar discussões sobre temas de importância social, comportamental e política viu seu futuro comprometido. Hoje em dia ler jornal é um luxo para alguns; necessidade para outros - aqueles que preferem ler no papel preferem o formato consagrado de um veículo impresso, com assuntos distribuídos em cadernos, e textos especiais em edições de fim de semana.
Ao contrário do que se diz, o jornal não acabará – e sim adaptar-se-á aos novos tempos. Talvez em edições mais enxutas, contemplando assuntos que merecem análise, aprofundamento. Ainda fico com ele.”


Como se vê na foto acima, o Jornal do Brasil diz que é o primeiro jornal online. Não, ele é o segundo. O primeiro foi o Jornal do Commercio, em 1994. Fora do Brasil, o primeiro a migrar para a internet foi o San Jose Mercury News, também em 1994, nos Estados Unidos. Mas, há registros de que no ano de 1981 (sim, bem antes da internet ter se tornado o que ela é hoje), oito jornais norte-americanos, entre eles o The San Francisco Examiner, carregavam seus conteúdos no Compuserve (sim, ainda existe!). Mas claro que não era do jeito que o site é hoje (bem poluído visualmente, aliás), não havia imagens e só para fazer o download dos textos de cada edição, demorava-se mais de duas horas. Detalhe: tudo feito via telefone! O responsável por isso era David Cole, que previu que os jornais um dia chegariam ao computador.
         O mais surpreendente é que os EUA vivem uma crise no jornalismo impresso. Diversas publicações já migraram para o online ou simplesmente fecharam as portas. Alheio a isso, o The San Francisco Examiner continua sendo impresso ininterruptamente desde 1863.
         Apesar do online já estar enraizado em nossas vidas, o jornal ainda tem seus leitores fieis, seja porque gostamos de ler determinada editoria (ou caderno), porque as informações são mais completas ou porque simplesmente simpatizamos com a linha editorial daquela determinada publicação. Até mesmo por não gostar de ver tudo comprimido, em textos curtos e que nem sempre são revisados, por mais que a intenção do online, em alguns casos, seja complementar o que já foi impresso. Tem gente que ainda não compreende a linguagem do www, ou, em alguns casos, tem o dinheiro para comprar o jornal do dia, mas não tem dinheiro para comprar uma assinatura online. 
          Pode-se chegar a seguinte conclusão: os jornais online são uma constante em nosso dia-a-dia, mas, o jornal impresso ainda é uma fonte de credibilidade e segurança na divulgação de informações. Não é possível decretar fim do jornal, mas já é possível afirmar que ele está cada vez mais escasso nas mãos dos brasileiros. Enquanto isso, vamos nos informando como julgarmos melhor.

  
   Esse aqui é o áudio que usamos para apresentar na aula, o nome do programa é Ouvindo a História, a voz da chamada ("Ouvindo a História"/ "Anhanguera FM") é do mozão Quixote, colaborador em falta aqui no blog. Sim a voz dele é desse jeito sem precisar forçar muito... I <3 isso. 
  Preciso melhorar muito a minha dicção, descobri que radiojornalismo é muito melhor que telejornalismo.

(não entendi o porque da minha foto de 2013 ano soundcloud, mas pelo menos tá bonitinha)

   E você, o que prefere? Jornal Impresso ou Online? Sei que muita gente vai preferir o Online, mas eu particularmente leio melhor o impresso, quando abro qualquer portal de noticias, leio somente a manchete, no jornal não, leio ele completo (pulando a parte de esporte e "maquinas"/automóveis).
   Eu gostei muito de fazer esse trabalho, espero que gostem de ler/ouvir da mesma forma que adorei fazer. Se tiver alguma crítica ou sugestão deixe nos comentários.

Beijinhos,


41 comentários

  1. Eu prefiro o impresso tbm, é outra coisa, pegar, segurar, virar a folha, discutir hahahaha, mas o Online acaba sendo mais prático.. Como livros, hoje dificilmente compro o fisico, por não ter espaço pra guardar e por serem mais baratos =/

    ResponderExcluir
  2. Amei o post, aaaai aula de rádio, lembrei das minhas agora haha #saudadesfacul, eu prefiro o Jornal Impresso, assim como prefiro livros que não sejam ebooks, pegar, sentir a folha, não tem nada melhor que isso *---* até o cheiro do jornal me alegra haha mas realmente o online é mais prático e está sempre ao nosso alcance, seja lá onde estivermos...

    ResponderExcluir
  3. Gente, como assim o Jornal do Brasil se entitula "o primeiro jornal online" sem ser ? E isso pode Arnaldo ? Hhuahuahua.

    Ai eu não sei qual prefiro viu... acho que um pouco dos dois. Tanto o impresso quanto o online tem as suas vantagens. ;)

    Parabéns a todas pelo trabalho !

    Bjoo !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Sorteios Na Web |

    ResponderExcluir
  4. acho que os dois ainda tem espaço dependendo do estilo de vida (correria ou nao) de cda um... tem gente que nao abre mao de passar os olhos pelo jornal impresso msm enquanto toma cafe

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Eu prefiro jornal impresso principalmente na hora do cafe da manha adoro ler as noticias fresquinhas
    parabens e sucesso

    ResponderExcluir
  6. Nossa eu também só aprendo praticando amei o texto parabéns pelo trabalho! bjs
    www.maniasdapatty.com

    ResponderExcluir
  7. Ainda estamos aprendendo, mas pela opinião do professor mais exigente do curso estamos bem. Então devemos estar muito bem mesmo hahaha
    Muito mais legal gravar rádio, sempre que tivermos escolha será rádio!

    http://O Outro Lado da Raposa/

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Adorei o post, estava precisando mesmo ler algo assim. Mas acho que jornal impresso já tem até tradição, ler no café e jantar, comentar as notícias...
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Vida longa ao jornal impresso e o rádio! Também adorei participar do programa, se o professor mais exigente e especialista gostou, significa que estamos no caminho certo! Que venham muitos mais programas de rádio!!!!!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Para mim os dois são válidos, penso que cada um com suas vantagens e concordo com uma coisa que você disse: quando temos um jornal impresso em mãos lemos completamente, penso que isso ocorre por talvez termos pagado por ele, enquanto na internet temos coisas demais pra ler e tudo de graça, e bem, dai só lemos o que achamos mais interessante.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. É a mesma questão dos livros físicos e dos e-books. Gosto dos dois, mas aquela coisa de pegar na mãe e virar as paginas, nada substitui. O on line até pode ser mais ágil e as noticias são na hora em que acontecem, mas eu gosto de pegar e ler aquelas matérias enormes. Infelizmente é um habito que poucas pessoas possuem.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Olá parceira,
    não leio muito jornal, sou meio desligada pra essas coisas, mas com certeza os impressos são bem mais interessantes...

    Beijorejas

    Blog: http://cerejamutanteblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. não sou de ler muito jornal, só assisto na tv mesmo! achei o post muito interessante!><
    http://geoaraujoand.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ana, eu adorei ouvir sua voz!!!! Eu gosto de ouvir a voz, assim desse jeito, estilo programa de rádio, igual a vc tbm gosto de rádio, apesar de qse não ouvir ultimamente hehehehe Sou leiga qdo o assunto é jornalismo hahahaha eu sou mto desligada, as vezes fico sabendo de alguma notícia por outras pessoas, e qdo já aconteceu hahahaha Não sou adepta do jornal impresso, mas gosto, respeito e acho mto importante, pq realmente é isso mesmo que disseram aí em cima, o seus textos são mto completos e tbm acho que são mais confiáveis. Fico mais na internet, então acompanho as notícias por aqui!!!! O trabalho ficou ótimo, parabéns a todos que fizeram, super super incrível!!!!! Ahhhh nossa a voz do seu amor é bem de radialista, mto boa!!!!! Bjsss

    ResponderExcluir
  15. Olá,moça.

    Qual a instituição de ensino você estuda?
    Eu também faço Jornalismo, na UEPB e ainda no primeiro período, então só estou vendo mais teoria. haha
    Adorei seu trabalho e saber mais sobre o contexto do meio em que a noticia e vinculada , eu particularmente não tenho o habito de ler o jornal impresso, até porque ele requer um certo manuseio e tem toda uma forma de se fazer isso e eu sou mais do tipo que pesquiso e acompanho as noticias na internet, apesar dos erros e da falta de credibilidade, por isso sempre vejo mais de um jornal online (particularmente, eu gosto mais da parte cultural. kkkk).
    O jornal impresso, creio eu, apesar de ter diminuído, está longe de ser extinto.

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. amei o post, eu como curso sistemas de informação com toda certeza prefiro o jornal online, é mais pratico e não gasta papel rsrs
    beijos http://www.blogdaxavier.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi minha Flor! Tudo bom?
    Acho que esse sempre vai ser um tema que vai ter debate, igual a "você prefere livro físico ou digital?". Sempre gostei muito do jornal impresso, principalmente do capricho, desde o planejamento para cada notícia, até a organização das páginas, o único problema no momento por aqui é o preço pra receber tal jornal. Como não existe bancas nos caminhos que realizo durante a semana, não compro, ai fico sabendo as coisas pela internet, e olhe lá, ando um pouco desinformada, sei que isso é errado.
    Mas acho que ambos os lados estão em uma luta igual, a mesma pessoa que lê um jornal impresso pode ler um digital e vice e versa, ou cada pessoa lê apenas um tipo, igualando os lados. Essa sim é uma discussão um tanto longa! Espero que você esteja arrasando na faculdade, minha linda! <3

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ani!
    Muito legal a matéria do seu trabalho. Já quis fazer Jornalismo, mas acabei indo para Fotografia e odiava as aulas de fotojornalismo hahah

    Eu não sou muuuito adepta a ler jornal, mas das poucas vezes que li percebi uma enorme diferença, não no jornal em si mas na percepção da leitura, o modo como a noticia é recebida através do impresso é diferente.
    Acho que um dos maiores problemas de ler noticias pela internet (nos sites dos jornais) é a poluição. Apesar de gostar da Folha, eu acho o site extremamente carregado e feio e não consigo ficar muito tempo por lá. Isso pode atrapalhar bastante.

    bjs

    ~ Blog:
    Cantar Em Verso . Fbook Cantar em Verso

    ~ Pessoal:
    Fbook . silvianecasemiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  19. Eu só leio a parte cultural do jornal. Mas acho que nesse sentido revistas são melhores. Notícia normalmente leio em site de jornais online.
    Beijos

    http://itsfangirltime.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Achei lindo que vocês até citaram Nelson Rodrigues! :) Achei bem legal o trabalho e a ideia que você teve de dividi-lo com a gente. Confesso que quase nunca vou atrás de notícias, mas quando faço isso é sempre online. O motivo é muito simples: odeio papel jornal. Não gosto nem do cheiro e nem da textura, então pra mim ė um alívio poder ver notícias na tela do computador... rs... beijo! Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  21. Acabei de sair do blog da Raíssa rs!!!
    Eu confesso que prefiro o jornal impresso, já passo muito tempo no celular, as vezes é bom dar uma relaxa e curtir outras coisas na vida :)
    Beijoos, Té
    www.bloglola.com.br

    ResponderExcluir
  22. Eu gosto do jornal impresso, folhear as páginas é muito bom. Gostei de saber mais sobre a história do jornal no Brasil. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  23. Ani lindona que trabalho bacana hein, com relação ao Jornal não há como a tecnologia não chegar e ele , confesso que antes lia jornal cheguei até assinar, gosto sempre de estar atualizada, com o avanço da tecnologia hoje os sites mesmo já dão destaques para as noticias praticamente em tempo real . Hoje sem dúvida sou adepta do Jornal on line. beijos lindona

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  24. Bom dia, Ani!
    Não sabia que você cursava jornalismo ao lado de outras blogueiras... deve ser uma experiência bem legal! Achei o trabalho de vocês muito interessante, bem completo, abordando os dois lados da moeda e com opiniões de várias pessoas. Sério, ficou bem legal - além de super bem escrito! Não conhecia detalhes sobre a história do jornal, então para mim, foi uma matéria de muuita utilidade!
    Particularmente prefiro o jornal impresso. Tudo bem que o online tem lá suas vantagens (é só dar um clique e a informação vem), mas como foi dito no texto, no jornal impresso os jornalistas precisam ter certeza da informação, a revisão é mais reforçada, e raramente o que é dito é furada; além do mais, as matérias são mais estruturadas e possuem início, meio e fim - sinto falta disso no material que leio da internet. Porém, pela falta de tempo e comodidade, acabo lendo com mais frequência as versões digitais, mesmo ficando com um pé atrás...
    Infelizmente não consegui ouvir a parte do áudio porque é bloqueada aqui no meu trabalho =(

    Beijos,
    Cássia :*
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  25. Olá

    Adorei o post. Eu pretendo fazer jornalismo o ano que vem, isso se o ENEM me ajudar. Ainda prefiro o jornal impresso, não sei explicar, mas sinto mais comprometimento dos profissionais, pois o que for impresso ali não terá como apagar. Parabéns pela pesquisa.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Eu acho que com a migração deles para tablet a coisa muda um pouco, fica mais acessível, mais prático e mais sustentável. Porém, tem que considerar também o acesso e os momentos que as pessoas pegam um jornal ou revista pra ler. Quando fiz meu TCC no Jor, eu propus uma revista impressa que circulasse gratuitamente em pontos de espera (postos de saúde, terminais de ônibus, secretarias de escolas, essas coisas). Justamente por pensar na situação da pessoa que não tem um tablet naquele momento ou realmente na sua vida, sabe? Por isso acho que tem espaço pros dois continuarem, por considerarmos momentos e comportamentos. Achei bem legal sua retrospectiva e pesquisa, parabéns pelo post!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  27. Oie Any =)

    Sempre digo que sou viciada em noticias. Acompanho vários jornais nas redes sociais e antigamente tinha o costume de ler o jornal impresso.
    Hoje com a praticidade da vida digital, perdi esse habito infelizmente e só leio jornal de forma digital e online.

    Parabéns pelo post!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary




    ResponderExcluir
  28. Eu prefiro o impresso. Não sei se só comigo, mas parece que as notícias são mais reais. hahahaah
    Beijoos

    marinaalessandra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Que trabalho excelente e esclarecedor, adorei. Parabéns.
    Eu raramente leio jornal, com exceção do jornal local, eu prefiro ler as notícias online, acho prático, acessível em qualquer momento e sempre atualizado. E ao contrário de você, não leio apenas as manchetes, se o assunto chama minha atenção vou atrás dele.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  30. Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, eu adorei o áudio. Vocês têm ótimas vozes, de vdd.
    Bem, creio que eu prefiro o impresso, só leio impresso mesmo, haha. Mas creio que, por questão de sustentabilidade, online seja mais prático, não é?!
    Espero ver mais posts desses assim, AMEI esse.
    Beijos
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Eu confesso que ultimamente ando lendo mais on line, mas ainda assim prefiro o bom e velho jornal comum!
    Dá um pulinho lá no meu cantinho, está rolando um sorteio baphoo! ;)
    Beijooo!
    Instagram: tamiya343 e Twitter: @cat_343

    SORTEIO DE UMA CANECA TABOO
    CLIQUE AQUI E VISITE O MAKE DA MOTOCICLISTA

    ResponderExcluir
  32. Olá!!
    Assim como você eu prefiro a prática. Ninguém merece ficar decorando teoria pra fazer prova e esquecer tudo no dia seguinte, né?!
    Confesso que não posso opinr muito no que diz respeito ao jornal, porque não tenho o hábito de lê-lo - nem impress, nem online.
    E esses questionamentos quanto ao possível fim do jornal impresso ou não é parecido com o que se diz sobre o livro, né?! (há anos!). Não sei se em um futuro distante o jornal vai acabar, mas uma coisa é certa: por muito tempo ambos irão conviver.

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Oiii. Tudo bem? Então, eu mal leio o jornal. :( , tenho assinatura impressa aqui na minha casa, mas só passo os olhos em cima das manchetes, se algo me atrair, daí sim, eu paro para ler. Recebo um outro jornal online da minha cidade também por e-mail, mas na maioria das vezes, quase nem o abro. E tem também os grandes jornais online, que as vezes eu até olho. Caraca... descobri que preciso ler mais jornal. Aiaiaiia. Vou lá correndo e jah volto.
    Voltei!!!!
    kkk, então. Muito legal seu trabalho , parabéns e que vc tenha muito sucesso nessa carreira.
    Beijooos
    Ps: Eu também confio mais nos jornais impressos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Olá, pelo menos para mim, a questão do tato, é muito impostante, não curto ler nada pelo celular, mesmo que seja uma pequena reportagem. Poder segurar, virar a página, o cheiro de folha velha que o jornal tem, não troco essas sensações.
    Prefiro impresso. E isso também vale para livro!

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  35. Olá

    Respondendo sua pergunta final: eu leio tanto jornal impresso e quanto jornal online, digamos que o online leio mais porque está em todo lugar. Com Jornal Impresso tenho até uma certa tradição de conferir as partes sobre cultura e etc, então sempre estou lendo. Gostei da apresentação da matéria, ficou muito boa, também curti bastante o texto falando sobre o surgimento do jornal por aqui. Eu quase entrei pra faculdade de Jornalismo ano passado, mas acabei não ficando na lista de selecionados do vestibular, então desisti completamente, mas ainda acho um curso bacana.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  36. Caramba, a voz do seu namorado é mesmo bem bonita, estilo locutor. Bacana esse trabalho, e acho que todos os cursos deveriam avaliar mais a prática do que a teoria, visto que precisaremos das habilidades desenvolvidas para a profissão.
    Eu quase não leio jornal, mas prefiro o on-line 200 mil vezes. Jornal físico é grande, incomoda pra abrir, suja a mão e quase nunca fica bonitinho quando a gente fecha. Tem essa questão da confiabilidade, mas nada que um Google no assunto não resolva.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  37. Ahhh, eu não pude ouvir o áudio, mas curti muito a matéria..
    Como pode um cara lá em não sei quando prever essa migração para a internet? Esse homem devia ter ganho dinheiro como vidente hahaha
    Vou ser sincera, não leio jornal de forma alguma haha mas quando me da a louca eu procuro sempre o online. Mas rápido e de fácil acesso.

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  38. Oi Ani, tudo bem??

    Belíssimo trabalho, bem feito, explicado e com muito conteúdo... Fiquei bem satisfeita com o que li... Mas sinceramente eu prefiro o jornal impresso.... gosto de folhear as páginas e ler com mais calma o que não é possível se eu for ler as noticias pela internet. Achei bem interessante como o jornal surgiu por aqui... que eram publicados mais coisas banais para interatividade de quem lia e depois foi virando o que é hoje...eu espero que o impresso não acabe e que continue assim, porém com mais revisão porque as vezes é de dar dó rsrsrs. Xero!!

    ResponderExcluir
  39. Oi, Oi
    Cara, o trabalho ficou muito bacana e vocês apresentaram muito bem sobre o jornal impresso e o online e eu adorei o áudio.
    Antigamente, quando a internet não era muito presente, minha casa tinha assinatura do jornal e toda tarde o cara entregava o Correio da Bahia e A Tarde. Era muito legal. Eu não li as coisas mais importante porque era uma criança. Hoje não temos mais esse costume, o meio de me manter informado são os jornais onlines e de preferência aqueles que sao totalmente imparciais e não criam matérias sensacionalistas ou que beneficiem partidos políticos como venho acompanhando. Por isso, eu acompanho muitos blogs de jornalismo que estão livres a contar a matéria sem cutucar os interesses de seus investidores!

    Mais uma vez, parabéns pelo trabalho!

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  40. \Eu sou adepta do jornal digital, muito mais prático!
    Beijos!

    Sociedade do Esmalte

    ResponderExcluir

Oi você, que bom que chegou até aqui, não esqueça de deixar um comentário.

- Criticas, duvidas, sugestões são sempre bem vindas!

Obrigada pela visita e volte sempre ;*

Contato: contato@entrechocolatesemusicas.com