Amor Plus Size - Larissa Siriani

Oi vocês,

Depois de muito tempo, temos uma resenha no blog!! Como vocês sabem, minha vida acadêmica e profissional está tomando muito mais tempo que o desejado, mas está acabando! Pelo menos a acadêmica.
Durante a Bienal, eu adquiri alguns livros e vocês já viram eles no post anterior, então hoje vamos falar sobre o livro da dona Siriani.


Título Original: Amor Plus Size
Autora: Larissa Siriani
Editora: Verus
Páginas: 280
Editora: Maitê Passos é uma garota linda, de dezessete anos e mais de cem quilos. Ela passou a infância e a adolescência sendo resumida ao peso. Mas e quando é justamente esse o fator que pode mudar completamente a sua vida?
Em meio ao turbilhão do ensino médio, com uma mãe obcecada por dietas, um crush antigo por Alexandre, o cara mais gato da escola, e uma amizade deliciosa com Isaac, fotógrafo amador, Maitê vai descobrir que não precisa ser igual a todas as outras meninas para ser feliz. 
Neste romance corajoso e cheio de reviravoltas, Larissa Siriani narra a história de uma jovem descobrindo seu lugar no mundo, construindo uma jornada incrível de autoconhecimento, aceitação e empoderamento.

Bienal do Livro – O que teve: Livros Adquiridos

Oi vocês,

Último post da nossa Maratona sobre a Bienal do Livro. Como eu já falei, eu fui sete dos 10 dias do evento e consegui me encantar ainda mais pelo universo literário. Antes de prosseguir, eu acho que uma coisa não ficou muito clara, mesmo fazendo um post sobre os livros que adquiri no evento, minha meta NUNCA é comprar no evento. Eu vou pela experiência de encontrar autores, livreiros e participar de palestras.



Bienal do Livro – O que teve: Palestras II

Oi vocês,
Antes de falarmos sobre o assunto do post, gostaria de pedir a ajuda de vocês com o meu TCC: preciso que vocês preencham essa pesquisa para que possamos confeccionar nosso produto. Agradeço desde já!
Eu sei, eu sei... Tá ficando chato falar apenas sobre a Bienal aqui. Mas como eu estive presente em diversos momentos e pude aproveitar bastante, acho injusto não dividir com vocês. Afinal cada debate e palestra que participei me trouxeram muito mais conhecimento e questionamentos que precisava dividir com alguém. Quem melhor que vocês, leitores, para fazer isso?
Então hoje é o penúltimo post sobre o evento – quarta sai o post com todos os brindes e livros que adquiri – e vamos falar sobre as três últimas palestras que participei.


Bienal do Livro – O que teve: Palestras I

Oi vocês,

ATENÇÃO: Como vocês sabem, estou me formando em Jornalismo e gostaria que vocês respondessem rapidinho essa pesquisa aqui: http://goo.gl/J1t9Ce 

Dando continuidade a nossa maratona de postagens sobre a Bienal, hoje vamos falar sobre as palestras que assisti nos dias que participei do evento. Ao todo participei de seis palestras e resolvi separar em duas postagens diferentes para não ficar muito pesado e cansativo. Então vamos saber quais foram?



Bienal do Livro - O que teve: Estandes

Oi vocês,

Dando continuidade às postagens sobre a querida – e saudosa – 24º Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Hoje quero mostrar alguns destaques no quesito estandes.
Quando eu comecei a analisar o mapa da Bienal deste ano, achei estranho algumas editoras não estarem presente. A que mais me chocou e me fez falta, com toda certeza, foi a Novo Conceito. Outra coisa que me incomodou um pouco foi o fato do Grupo Editorial Record estar tão pequeno que era impossível ficar mais de 5 minutos lá dentro. Como vocês sabem, eu pude ir durante sete dias, e mesmo durante a semana, era impossível ficar lá dentro. Muito pequeno, com muitos livros e preços inacessíveis. Até os descontos não valiam tanto a pena assim.



Agora vamos falar sobre as coisas boas, havia muitas editoras “pequenas” em destaque lá. Três estandes ganharam meu coração: Universo dos Livros, Empíreo e Rocco. A Leya, Intrínseca, Companhia das Letras e Arqueiro, estavam com a decoração bem parecida com a de 2014, a última, no entanto teve seu espaço reduzido, mas ao contrario da Record, dava para caminhar, só não dava para comprar, uma vez que seus livros estavam com preço de capa. Uma pena. Agora vamos para os meus destaques positivos – já falei da Universo no post passado, então vou focar nas demais editoras.



Conheci a Empíreo pela Kamila do Resenha e Outras Coisas e foi incrível saber mais sobre a editora e o espaço montado por ela. A visão do Publisher é de dar orgulho e MUITA vontade de integrar o time da editora. O espaço foi montado com móveis feitos sob medida e isso deu um charme todo especial.



Eles levaram uma vitrola – bem moderninha – e no espaço estava sempre tocando uma música agradável. O lugar era bem aconchegante e harmônico e se eu tivesse espaço no meu quarto com toda certeza levaria um dos móveis para casa. Todos eles estavam à venda durante o evento. Lindo né?



A Zahar tinha um estande modesto, em frente ao espaço Mohana, quase não chamava atenção, mas quando você entrava naquele mundo, era impossível não amar ou ficar encantada. Os livros de capa dura, com cores vibrantes praticamente gritavam: compre-me! Muito lindo. Adorei, acho que a simplicidade ganhou muitos pontos.



E obviamente vamos falar do estande da nossa nova parceira Rocco. Esse ano era impossível não falar do queridinho HP. Com o nome de Estação Rocco, a editora recriou a estação 9 ¾ e atraiu diversas pessoas, impossível tentar tirar fotos por lá sem pegar fila, porém, nem só de estação viveu o estande.




Por dentro, havia duas mesas decorativas: uma inspirada em HP e outra em Clarice Lispector, que estava maravilhosa!



A editora caprichou nos detalhes e eu nas fotos, fiquei encantada.



Essas foram algumas das fotos que tirei, espero que gostem! E se você foi qual estande gostou mais?

Beijinhos,